Como funciona o empréstimo pela máquina de cartão?

Nova modalidade de empréstimo criado para as pequenas e médias empresas irá facilitar o acesso e viabilizar o crescimento sustentável dos negócios na saída da crise.

Conheça o empréstimo com garantia de recebíveis pela máquina de cartão

A crise trazida com a pandemia impôs novos desafios às pessoas, empresas e aos governos, mudando completamente a rotina com a qual todos estavam acostumados. E isso não seria diferente em relação ao empréstimo empresarial. 

Antes mesmo da pandemia do coronavírus, as micro e pequenas empresas sempre tiveram o acesso ao crédito dificultado. Isso acontecia tanto pelas condições excessivamente burocráticas como pelas taxas nada atrativas oferecidas pelas instituições financeiras tradicionais. 

Com muitas limitações para aumentar o capital de giro, a maioria dos negócios acabavam encontrando muitas restrições e poucas oportunidades reais de crescimento. Diante de um aumento da procura por soluções financeiras mais simples e condições mais justas para o crédito, foi criado o empréstimo pela máquina de cartão. 

Neste blog post, você vai entender como funciona essa nova modalidade, quais são as regras para a contratação e o pagamento. Saiba ainda como o contexto em que ele surgiu o torna mais vantajoso do que as linhas de crédito tradicionais. Confira!

O que mudou na lei sobre o empréstimo para empresas?

Enquanto algumas empresas têm a necessidade de aumentar suas atividades por conta de um crescimento inesperado das vendas, na direção contrária, outras sentiram fortemente a retração da economia. Seja pela redução dos lucros com a diminuição das vendas ou porque precisaram paralisar suas atividades por algum tempo devido às medidas de restrição, agora esses negócios necessitam de novas fontes para atrair recursos e manter suas atividades.

Isso acontece ao mesmo tempo em que os bancos, diante da possibilidade de aumento da inadimplência, restringiram ainda mais o acesso ao crédito.

Por conta desse necessário adverso, no dia 19 de agosto de 2020, foi aprovado pelo governo federal o Programa Emergencial de Acesso ao Crédito (Peac) por meio da Lei 14.042. O programa de crédito que viabiliza o empréstimo pela máquina de cartão é uma modalidade destinada aos negócios de micro e pequeno porte que foi instituído por uma medida provisória criada em junho. 

Por que o empréstimo pela máquina de cartão foi criado?

Sempre que pensamos nessa modalidade de crédito, é importante lembrar que ela foi criada para ajudar os micro e pequenos negócios, visto que eles são responsáveis por  uma parcela significativa da movimentação financeira e da geração de empregos do nosso país.

Dessa forma, a medida veio para aumentar a segurança financeira e oferecer condições mais flexíveis de empréstimo para esses negócios, já que nos encontramos em um momento em que é necessário caminhar rumo à retomada da economia.

Utilizando os recebíveis da máquina de cartão como garantia, o empréstimo torna-se mais seguro, tanto para o empresário como para a instituição, evitando prejuízos para ambos os lados.

Tipos de crédito para empresas

O Programa Emergencial de Acesso a Crédito (Peac) é dividido em duas modalidades:

Peac-FGI (ou empréstimo por garantia)

Criado para as pequenas e médias empresas (PMEs), nessa categoria os empréstimos são garantidos pelo Fundo Garantidor de Investimentos (FGI), do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES)

Peac-Maquininhas (ou trava bancária)

Essa modalidade utiliza como garantia os recebíveis da máquina de cartão, também conhecidos como trava bancária. Ou seja, o empreendedor cede uma parte dos valores que serão recebidos nas vendas feitas pela maquininha para pagar o crédito emprestado.

Como funciona o empréstimo pela maquininha de cartão?

A garantia do pagamento é dada pelos valores nas vendas feitas no cartão de crédito a serem recebidas futuramente. Dessa forma, a empresa que obtém o empréstimo cede à instituição financeira os direitos creditórios sobre suas vendas futuras. 

O valor da parcela a ser paga é calculado com base na taxa de juros estabelecida no momento da contratação. Assim, o pagamento é descontado em todas as vendas feitas pela maquininha nos cartões de crédito e débito. Pagamentos utilizando o voucher (vale alimentação e refeição) não são considerados.

Na prática, essa linha de crédito funciona como uma espécie de adiantamento. E por contar com garantias mais seguras, as taxas do empréstimo pela máquina de cartão são mais baixas do que as oferecidas pelos bancos tradicionais. Além disso, a taxa de juros é capitalizada mensalmente, com o limite máximo de 6% ao ano sobre o valor concedido.

Condições para contratar um empréstimo pela máquina de cartão

> O negócio precisa estar inscrito no Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas (CNPJ).

> A empresa precisa estar nas faixas de renda de micro e pequenas empresas previstas na Lei Complementar 123/06.

> Histórico de vendas de produtos ou serviços utilizando máquina de cartão como meio de pagamento. 

> Não ter outro tipo de operação de crédito ativa que utilize como garantia os recebíveis da maquininha de cartão.

Tipos de empresas que podem contratar o empréstimo via maquininha

Tipos de empresas que podem contratar o empréstimo via maquininha

Limite de crédito

O valor máximo liberado para os empréstimos é dobro da média mensal de recebíveis nas maquininhas de cartão. Para o cálculo, será utilizado como referência o período de 1º de março de 2019 a 29 de fevereiro de 2020 (excluindo os meses em não houve nenhum rendimento). Além disso, o valor total do empréstimo pela máquina de cartão não poderá passar de 50 mil reais.

Análise de crédito

A análise é feita pelas instituições financeiras habilitadas, de acordo com suas políticas próprias. Ficando ao seu critério a aprovação ou não do empréstimo.

Pagamento

A quitação das parcelas do empréstimo funciona pelo sistema de compensação e liquidação vinculado às maquininhas. Isso quer dizer que ao fazer a contratação do crédito, a empresa estará cedendo à instituição financeira que fez o empréstimo até 8% do valor das vendas realizadas nas maquininhas para pagamento da dívida. É daí que vem o nome popular “empréstimo pela maquininha”.

É importante lembrar também que nessa modalidade de empréstimo não são exigidas quaisquer outras garantias de pagamento como imóveis ou outros bens. E não há a cobrança de outros encargos e tarifas adicionais. Afinal, a ideia do programa é viabilizar o crescimento sustentável dos negócios.

O que acontece se o empréstimo não for pago dentro do prazo?

O prazo total para o pagamento do empréstimo é de 36 meses. Isso inclui os seis meses de carência (tempo que a empresa tem para iniciar o pagamento do crédito). Caso o valor dos recebíveis até o final do prazo para o pagamento da dívida não seja suficiente para quitá-la, a instituição financeira pode fazer a cobrança do débito restante diretamente da conta da contratante.

Chegou o momento de descomplicar o crédito para empresas

Acabou o tempo em que conseguir crédito para a sua empresa era um processo burocrático e cansativo. Agora você tem mais tranquilidade e ganha tempo, pois a análise e a aprovação do limite podem ser feitas totalmente online, com toda a segurança necessária.

Criado para ajudar de verdade as empresas de pequeno porte, o Z3 oferece o empréstimo empresarial que o seu negócio precisa para crescer. As condições são justas, transparentes e você pode contar com o suporte dos nossso especialistas em crédito sempre que precisar. 

Conheça o Z3 Bank e entre para o mundo do crédito empresarial justo, rápido e seguro.

Acompanhe
nossas novidades!

Inscreva-se em nossa Newsletter e receba conteúdos sobre soluções financeiras para ajudar no crescimento do seu negócio.

Seja bem-vindo!