Educação Financeira

Como equilibrar fluxo de caixa na gestão de crise

O fluxo de caixa pode ser um aliado para garantir a continuidade da operação após a crise. Por isso, saber como organizá-lo e estar preparado para esse período é fundamental.

A crise causada pela pandemia da Covid-19, por ser algo diferente de tudo que já vivemos, fez com que as empresas de todos os portes precisassem de criatividade para adaptarem-se ao que está sendo chamado por muitos de “novo normal”.

A redução das vendas, as despesas inesperadas, a necessidade de afastar os trabalhadores que são do grupo de risco e o home office são apenas algumas entre diversas outras mudanças enfrentadas pelos empresários durante a crise. 

Nessa hora, é comum que empresas de pequeno e médio porte encontrem dificuldades para fazer a gestão financeira, conciliando tantas mudanças. Mas para garantir a estabilidade, ou quem sabe aproveitar a redução do ritmo para reestruturar a organização das finanças, é necessário, antes de mais nada, saber como utilizar o fluxo de caixa a seu favor, criando um equilíbrio entre as despesas e a receita.

Para lhe ajudar a manter os negócios de uma forma sustentável nesse momento, listamos algumas dicas que você pode seguir para controlar as finanças da sua empresa e manter o fluxo de caixa saudável. Confira!

Por que eu devo me preocupar com o fluxo de caixa agora?

Para quem tem um negócio, o fluxo de caixa é um dos elementos básicos para garantir o controle total das finanças. E se, antes da crise já era importante saber quanto dinheiro entrou e saiu da sua empresa, em um momento de tantas incertezas, isso é primordial.

Tendo um controle preciso de como está a saúde financeira do estabelecimento fica mais fácil planejar e preparar-se para os próximos meses, redefinir as metas de vendas e identificar tudo o que pode ser melhorado no dia a dia. O fluxo de caixa é a ferramenta mais simples para obter as informações necessárias para isso e, por esse motivo, precisa de uma atenção especial.

Como manter o fluxo de caixa saudável após a crise?

O principal desafio agora é encontrar maneiras de seguir vendendo, adaptando-se ao novo cenário para que, o mais rápido possível, o negócio volte a faturar o mesmo ou mais do que antes. 

Projeção dos próximos meses

Além da redução no número de vendas devido à recessão econômica, os clientes estão pedindo descontos maiores e o aumento dos prazos para a realização do pagamento parcelado.

Assim, deve-se levar em consideração essa redução nas entradas para verificar quais custos podem ser reduzidos. Tanto as despesas maiores como as menores devem ser revistas. É o momento de negociar despesas fixas com fornecedores, procurar um serviço de internet mais barato e reduzir tudo que for viável.

Por outro lado, também é importante levantar todos os gastos básicos para o funcionamento do estabelecimento e que não podem ser cortados, como o aluguel (se for o caso), a folha de pagamentos e outras despesas essenciais. 

Em seguida, é preciso verificar se o faturamento poderá cobri-las. Caso contrário, será necessário pensar em outras alternativas para manter o funcionamento saudável do fluxo de caixa, como a antecipação de recebíveis ou o empréstimo empresarial.

Rotina

Se na sua empresa, ainda não existe o hábito ou uma rotina para fazer o fluxo de caixa, é o momento de criá-la. Comece definindo como será feito o controle, as datas para verificação das informações e, por fim, organize por categorias os pagamentos, recebimentos, investimentos e demais movimentações financeiras.

Além disso, para ter um fluxo de caixa realmente equilibrado, é importante separar as finanças da empresa das pessoais e, de preferência, concentrar todos os recebimentos e pagamentos em uma conta só.

Atendimento humanizado

Acabou o tempo em que o cliente era “exigente” somente com o melhor custo benefício do produto e/ou serviço que estava adquirindo. Hoje, ele também busca a melhor experiência de compra, tanto no atendimento presencial como no ambiente virtual. E isso começa pelo contato inicial com o vendedor e vai até o momento do pós-venda. 

A crise não só fez com que grande parte das empresas passassem a utilizar a internet para divulgar o que vendem, como também estreitou muito a relação com seus clientes pelos meios virtuais. Pois, para quem trabalha com vendas, essa foi a solução encontrada para substituir o “olho no olho” e aumentar a confiabilidade do negócio. 

Portanto, não basta sua empresa estar presente na internet, também é importante criar um relacionamento verdadeiro com os seus clientes e oferecer um atendimento totalmente personalizado. 

Tudo isso, pode ainda lhe trazer um bônus a mais: a divulgação. Se um cliente gostar da forma como foi tratado pelo seu estabelecimento, certamente irá recomendá-lo para familiares e amigos, ou até mesmo em suas redes sociais, o que garante ainda mais credibilidade para o seu negócio.

Tecnologia

Já que falamos das redes sociais, não podemos deixar de lado outra aliada fundamental para a gestão de crise: a tecnologia. 

Não podemos mais negar que qualquer tipo de controle feito manualmente, utilizando papéis e planilhas, tem maiores chances de apresentar falhas. Por isso, se a sua empresa ainda não possui um software que registra todas as movimentações financeiras, talvez esse seja o momento de implementá-lo.

Além de aumentar a produtividade e a agilidade no momento de fazer o fluxo de caixa, os dados serão mais precisos, evitando erros comuns no processo manual, como o lançamento duplicado de vendas ou inconsistências na hora do registro.

Os programas também geram relatórios mais precisos e confiáveis, lhe dando uma visão completa da real situação financeira da empresa, facilitando também a projeção e o planejamento para os próximos meses.

Dica: muitas ferramentas de gestão possuem um período de teste ou uma versão gratuita. Aproveite para experimentá-las e encontrar a mais apropriada ao seu modelo de negócio.

Mudanças na legislação

Desde março o governo federal lançou uma série de pacotes emergenciais e medidas provisórias para auxiliar os empreendedores no momento da crise.

É importante acompanhar as atualizações para saber quais medidas tomar em relação aos contratos de trabalho e ao pagamento do tributos, por exemplo. Isso ajudará a prever quais serão os gastos e quais mudanças podem ser feitas nos próximos meses.

Empréstimo empresarial

Alguns negócios estão conseguindo se manter com o apoio do crédito emergencial para o pagamento de funcionários, por exemplo. Mas, para as empresas em que ele não foi suficiente ou que não se enquadram nos pré-requisitos para a obtenção desse benefício, as dificuldades podem ser maiores.

A burocracia enfrentada para a obtenção das linhas de crédito tradicionais já vinha há muitos anos limitando muitas possibilidades para os pequenos e médios negócios (PMEs). E nesse contexto de crise, tudo isso ficou muito mais aparente.

Então, não há outra alternativa?

Felizmente, nesse momento também surgem no Brasil as fintechs de crédito. Empresas que tem como principal objetivo facilitar o crédito para as PMEs, reduzindo a burocracia e  eliminando a papelada, tornando todo o processo mais simples e rápido.

Diferente dos empréstimos oferecidos pelos bancos, nesta modalidade de crédito, os empreendedores têm maior liberdade para escolher as condições de contratação, além de que as taxas costumam ser mais justas.

Outra grande vantagem em relação aos empréstimos tradicionais é que a análise a aprovação do crédito são feitas totalmente online. Assim, você não precisa aguardar um longo período para receber o dinheiro.

Novas possibilidades para a retomada

Esperamos que nossas dicas possam lhe ajudar a equilibrar as finanças e garantir a sustentabilidade do seu negócio. E lembre-se: quanto antes forem realizadas essas mudanças na gestão financeira da sua empresa, mais fácil será a saída da crise. Quem sabe, dessa forma, seja possível ampliar as atividades do seu negócio, mesmo com a oscilação temporária das vendas.

Você acredita que chegou a hora de preparar o seu negócio para a retomada da economia? Para isso, conte com o Z3 Bank! Nosso crédito empresarial é seguro, sem burocracia e com taxas justas, pensadas para ajudar o seu negócio a crescer. Saiba qual é o limite disponível para a sua empresa agora mesmo!

Image

Que tal receber mais dicas e novidades em seu e-mail? Assine nossa newsletter e faça parte de nossa lista VIP!

Assinar Newsletter
Graph

Compartilhe o conteúdo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *