Crédito

Adiada para junho, redução da trava bancária garante mais liberdade para empreendedores

Entenda o que muda com a nova norma sobre o registro e negociação dos recebíveis de cartões de crédito e débito

O Banco Central prorrogou, mais uma vez, a norma que reduz a trava bancária, o que significa que os registros dos recebíveis de cartões de uma empresa vão permanecer, por enquanto, sob o controle de antigas instituições bancárias que já utilizam. E isso impede que comerciantes façam negociações com novas linhas de crédito do mercado, que possam oferecer melhores condições. 

A nova regulamentação – que entraria em vigor já no mês de fevereiro de 2021 – foi adiada para 7 de junho e o atraso interferiu diretamente no formato de empréstimo oferecido pelas fintechs, que acabam de chegar ao mercado para oferecer mais liberdade e novas oportunidades de crescimento para os lojistas brasileiros, como o Z3 Bank. 

“Essa mudança vai atrasar a possibilidade de liberar crédito. Então houve a necessidade de comunicar aos nossos clientes que, por conta desse adiamento, precisaríamos de um esforço adicional para colocar em prática o que o queremos oferecer.”, conta Heitor Ono, especialista em tecnologia financeira do Z3 Bank.  

A norma foi adiada porque uma das três empresas registradas descumpriu o prazo para se adaptar ao novo modelo, justificando que não conseguiu concluir a tempo as operações necessárias (que viabilizariam a mudança). Com isso, a decisão de prorrogar o prazo precisou ser tomada pelo Banco Central e pelo Conselho Monetário Nacional.  

Entenda a trava bancária

Trava bancária é o mecanismo que assegura uma instituição financeira a utilizar e reter os recebíveis de seu cliente com exclusividade. Na prática, a trava bancária acontece quando um empreendedor solicita um empréstimo e oferece ao banco, como garantia, os recebimentos futuros (de suas vendas feitas no cartão). Essa garantia, portanto, é o que o mercado chama de trava bancária.

O que muda com a nova norma

A nova regra vai facilitar o acesso a crédito para pequenos empresários, já que empreendedores passarão a ter a liberdade de negociar seus recebíveis com outras instituições financeiras, para que, desta maneira, possam obter capital de giro. 

Atualmente, um empresário não consegue oferecer seus mesmos recebíveis como garantia em duas instituições financeiras diferentes. É justamente aí que a trava bancária acontece: quando os recebíveis de uma empresa ficam sob domínio de alguma linha de crédito.

Já com a nova norma, esse cenário muda. O sistema de registro e negociação dos recebíveis passa a se tornar mais aberto e flexível, permitindo que os usuários consigam obter capital de giro com outras empresas de empréstimo empresarial. É o que explica o especialista em tecnologia do Z3: 

“Sobre o ponto de vista técnico, a questão da trava é a ferramenta. O que o Banco Central ainda não fez? Não obrigou que todas as unidades de recebíveis sejam registradas em uma ambiente fora da adquirente. E isso impossibilita a interoperabilidade. Na prática, significa que novas fintechs e empresas entrantes no mercado financeiro não podem entrar na agenda de uma adquirente e oferecer soluções e crédito a partir dos  recebíveis dela”, detalha Heitor.

Como a redução da trava bancária beneficia o meu negócio?

A redução da trava bancária representará um grande passo para a revolução do crédito empresarial no país, já que instituições bancárias tradicionais perdem o grande domínio sobre o mercado financeiro, dando abertura para novas empresas, que nascem para melhorar os serviços para empreendedores. 

Para conseguir empréstimo, pequenos e médios empresários enfrentam burocracias, restrições e taxas abusivas. Essas são dificuldades que se perpetuam por anos, mas que estão a um passo de acabar. De acordo com um dos fundadores do Z3 Bank, Leonardo Kasat, talvez isso seja o fator principal para que essa nova regulamentação não entre em vigor.  

“Essa prorrogação foi feita por pressão dos grandes bancos. É que a normativa dá aos empreendedores a liberdade de negociar a mesma garantia para ter empréstimo em instituições que acabaram de chegar ao mercado. Isso aumentaria a competitividade e, naturalmente, os juros reduziriam. Ou seja, seria parte da desmonopolização das grandes empresas do mercado financeiro”, defende Leonardo.

Chegou a hora de simplificar

É importante estar atento às novas oportunidades do mercado. Para quem busca por uma forma de conseguir crédito empresarial, agora ficará muito mais fácil.

O Z3 Bank nasceu para descomplicar e agilizar a contratação de crédito, oferecendo uma proposta personalizada, de acordo com a realidade financeira de cada empresa.

Através de um sistema inteligente e um atendimento humanizado, nossa missão é democratizar o crédito para os pequenos e médios negócios do Brasil.

Image

Precisando de crédito para sua empresa?

Solicite sua proposta
Graph

Compartilhe o conteúdo

One Responce

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *